20

12 18

24 de outubro de 2018

Pautas-bomba na Câmara e no STF

Por J. B. Serra e Gurgel

O dia em que Rodrigo Maia, Marco Aurélio e Lewandowski explodiram “pautas bomba”   Aconteceu de meio dia as 18hs de 19.12. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, no exercício da Presidência da República explodiu a 1ª.pauta bomba e sancionou a Lei que golpeou a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), atendendo a pressão de prefeitos ladrões, corruptos e irresponsáveis, que não reduziram as despesas com pessoal e ultrapassaram o limite de 60% da receita corrente líquida da LRF. Foram liberados para receber as transferências dos fundos constitucionais. Argumentou q[...]

Leia mais
24 de outubro de 2018

Brasil fica sem aviação civil como já ficara sem a navegação marítima

Por J. B. Serra e Gurgel

A MP das voadoras anunciada pelo ministro nada republicano Eliseu Padilha, permitindo que as empresas brasileiras de aviação (aqui sediadas) tenham 100% de capital estrangeiro surpreendeu como a MP dos Portos. Padilha envolveu o Posto Ipiranga na jogada que liquidou a aviação brasileira, de resto com a Gol nas mãos da Boeing e da Delta, a TAM nas mãos dos chilenos e a Azul junto e misturado com o Xing Ling. que botou um pé da TAP. Com a morte a Varig, dentro do Planalto, da Tra[...]

Leia mais
24 de outubro de 2018

“Vistos gold”ameaçados

Por J. B. Serra e Gurgel

Querem barrar brasileiros e chineses em Portugal   Em Portugal, os “vistos gold” estão no centro de uma polêmica que vai respingar no Brasil. Cerca de  6.416 pessoas solicitaram com sucesso um dos chamados vistos gold – que é o chamado regime de Autorização de Residência para Atividade de Investimento, por meio do qual são concedidos. Foi instítuido em 2012 para atrair investidores estrangeiros  e movimentar o mercado interno de Portugal, então mergulhado em u[...]

Leia mais
24 de outubro de 2018

INSS sob a gestão do Ministério da Economia

Por J. B. Serra e Gurgel

Folha insinua que INSS ficará na Economia, Anasps agradece   Neste fim de semana, a Folha de S. Paulo insinuou que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ficará no superministério da Economia. O Gabinete de Transição, entretanto, ainda não confirmou. Há uma proposta que mantém o INSS na esculhambação do Ministério da Cidadania, junto com Cultura, Esporte e Desenvolvimento Social. O Ministério da Economia terá orçamento de R$ 39,91 bi, sendo R$ 27,98 bi do Mini[...]

Leia mais
24 de outubro de 2018

Parlamentares articulam o cumprimento do Acordo de Paris

Por J. B. Serra e Gurgel

Trem da alegria foi a Polônia para salvar o Acordo de Paris e as florestas da família Viana A Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas deste ano (COP 24), cumpre programação com a missão de concretizar as negociações que podem definir as regras de implementação do Acordo de Paris. O Brasil está com um pé fora do acordo para desespero da esquerdalhada que precisava de uma bandeira para acossar o capitão. O lado avesso da bandeira é que o Brasil está im[...]

Leia mais
24 de outubro de 2018

Custo com servidores será de 80% em 2022

Por J. B. Serra e Gurgel

Crise de caixa dos estados vai se agravar, ninguém fala em reduzir despesas Se nada for feito, em 2022, 16 estados e o Distrito Federal irão gastar 80% da arrecadação com servidores. Já há estados que, de cada R$ 100 arrecadados, colocarão 95% em pessoal em 2019. Os estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Roraima, Rio Grande do Sul e Distrito Federal, que enfrentam sérios problemas de caixa, são os casos mais extremos. No caso do DF, a União paga toda a [...]

Leia mais
24 de outubro de 2018

Brasil tem forte Previdência com capitalização

Por J. B. Serra e Gurgel

Será que os brasileiros não sabem que o Brasil tem uma forte política de planos de previdência de capitalização, de bancos e seguradoras? Toda hora, há três meses, anuncia se que Paulo Guedes vai implantar a capitalização na previdência brasileira. Temos um sistema com quase 14 milhões de brasileiros contribuindo individualmente até mais do que eventualmente contribuam para o INSS pois há muito tempo todos sabem que o RGPS, depois que os caloteiros (devedores). políticos[...]

Leia mais
24 de outubro de 2018

PGFN não aceita indicação de Guedes

Por J. B. Serra e Gurgel

PGFN não aceita indicação de Guedes Entidade é considerada a pior do mundo em recuperação de crédito   O Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional, divulgou nota contra a nomeação de Marcelo Siqueira para a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) do próximo governo. Siqueira foi procurador-geral federal de Luís Inácio Adams, advogado-geral da União, que sucedeu a Dias Toffoli no cargo e serviu aos governos Lula e Dilma. Foi também secretário Exe[...]

Leia mais
24 de outubro de 2018

Mercado e construção civil, com apoio de deputados e senadores põem a nação de joelhos e beneficia empresários inadimplentes

Por J. B. Serra e Gurgel

A Câmara dos Deputados aprovou o projeto do distrato imobiliário, que estabelece os direitos e deveres de vendedores e compradores em casos de desistência da compra de imóvel na planta. Atualmente, as construtoras ficam com 10% a 25% do valor pago por quem desistiu da compra do imóvel da planta. O projeto aumentou a multa e permite que as construtoras fiquem com até 50% dos valores pagos pelo consumidor em caso de desistência da compra, o projeto também legalizou a tolerância [...]

Leia mais
24 de outubro de 2018

850 médicos cubanos decidiram não regressar a cuba e continuarão no mais médicos

Por J. B. Serra e Gurgel

Cerca de 3.018 médicos cubanos retornaram a Cuba até agora e 850 já anunciaram que não voltarão. Os que desembarcaram em Havana foram recebidos com flores e música. Os 22% que romperam com Cuba afrontam o castigo de não poder mais voltar ao país nem ver seus familiares por oito anos As autoridades não acreditavam que o número de desertores seria tão elevado. A importação de médicos cubanos foi considerada trabalho escravo, muito embora a OIT e a OPAS tenham feito vistas[...]

Leia mais
24 de outubro de 2018

Dança das cadeiras e a volta do toma lá dá cá na Esplanada

Por J. B. Serra e Gurgel

As nomeações no segundo escalão poderão ser moeda de troca para apoio político. O capitão não abriu a guarda, mas abriram a porta em seu nome. A notícia é ruim pois frustra “a limpeza ética no governo”. As bancadas estão exultando com a possibilidade. As bandalheiras estão justamente no segundo escalão das autarquias, fundações, estatais, e nas agências reguladoras, todas “aparelhadas” pelo PT e pelo PMDB e que cobram pedágio em tudo. Estão no segundo escalão[...]

Leia mais
24 de outubro de 2018

Proposta para redução de deputados e senadores

Por J. B. Serra e Gurgel

O deputado Nilson Leitão (PSDB-MT) afirma que o objetivo é reduzir o custo do Estado para o contribuinte. “Propomos a redução de 23,19% do número de deputados federais; de 33,33% do número de senadores; e, em média de 24% do número dos deputados estatuais e distritais”. Por legislatura, o Congresso poderia economizar R$ 1,3 bilhão. No caso dos deputados estaduais, R$ 2,1 bilhões por legislatura. Os, estados e o Distrito Federal passarão a ter 2 e não 3 senadores cada co[...]

Leia mais