CDH aprova rastreamento de sintomas depressivos em gestantes

O rastreamento de sintomas depressivos na gestante poderá ser incluído entre as ações previstas no pré-natal.  A Comissão de Direitos Humanos (CDH) aprovou nesta terça-feira (23) o PLC 98/2018, da Câmara dos Deputados, que teve parecer favorável da senadora Leila Barros (Cidadania-DF), na forma de um substitutivo. O texto passará por turno suplementar antes de seguir para análise da Comissão de Assuntos Sociais (CAS).

O rastreamento deverá ser feito preferencialmente no primeiro e no terceiro trimestres de gestação. Uma vez identificada a doença, as gestantes deverão ser imediatamente encaminhadas para acompanhamento por psicólogo ou psiquiatra.

O projeto determina ainda que o rastreamento de sintomas depressivos continue durante o pós-parto e o período de cuidados com o bebê. Caso seja detectada a depressão, as mães também deverão ser encaminhadas para acompanhamento por psicólogo ou psiquiatra.

*Fonte: Agência Senado

Previdência Social